08 de Março – Dia Internacional da Mulher

Imagem

Meu filho, presente de Deus. 26 Anos!

ImagemImagemDia 11 de fevereiro de 1989, um domingo tranquilo, pós-carnaval. À noite uma festinha de aniversário de criança, e como a barriga de grávida nunca incomodou, de lá, é claro, uma esticadinha no Mikado para jantar. Em casa, por volta da meia-noite, dia 12 de fevereiro, você começava a demonstrar que, enfim, a ansiedade de te ver chegar iria acabar! Quantos sentimentos juntos! Um parto tão único quanto você; a emoção e o sentimento é que, dali em diante de fato, eu teria minha vida batendo fora do peito. Que seria eternamente grata à Deus por esse privilégio e, com o passar dos anos, que privilégio!!! Você, meu filho, sempre foi um exemplo de filho, pessoa. Desde cedo, ainda bem criança, tirou a bermudinha no carro para dar a uma criança pedinte, sem ter noção, ainda, do mundo como era. Nunca precisei te falar para estudar, comer, fazer tuas obrigações… disciplina e sorriso, aliados, fizeram com que você se tornasse o homem que hoje é. Um ser humano digno, competente e responsável, mas que sempre soube brincar, divertir-se, sorrir com os amigos, independente se eram mais estudiosos como você, ou se eram da turma do “fundão”, nunca fizeste nenhuma distinção, sempre amigo, sempre brincalhão, mas com suas responsabilidade sendo priorizadas também.

Tenho hoje, uma sensação gostosa de uma missão bem cumprida, misturada com uma saudade imensa e diária do meu “bebê”, “menino”, “adolescente”, de cada fase que eu acompanhei e vivi, do meu filho de ontem e de hoje, de tudo que vivemos e do que ainda podemos viver. Uma calma conforta meu coração, quando acordo (e sempre acordo), pensando onde você pode estar, a calma de saber o homem do bem que és, a sua formação e seu caráter, mas sempre seguida de uma prece: Meu Deus, tomai conta do meu filho amado!

Hoje, 26 anos após aquele ano do teu nascimento, só tenho a cada dia, a agradecer mais e mais pela tua vida, pela bênção que és na minha vida e na vida de toda a família que te ama. Que Deus, em Sua Infinita Bondade, te abençoe mais e mais a cada dia, te trazendo sempre boas novas, sonhos a se realizarem, pessoas do bem a te cercarem, amor, paz, humildade, sucesso e fé. Te amo muito meu filho amado! Feliz Aniversário!

Imagem1E mesmo que meus passos sejam falsos, mesmo que os meus caminhos sejam errados, mesmo que meu jeito de levar a vida incomode, eu sei quem sou… E sei pelo que devo lutar, e se você acha que meu orgulho é grande, é porque nunca viu o tamanho da minha fé.

Tião Carreiro

Natal Somos Nós…

IMG-20141209-WA0000[1]Quando decidimos nascer de novo, a cada dia, nos transformando. Somos o pinheiro de natal quando resistimos vigorosamente aos tropeços da caminhada. Somos os enfeites de natal quando nossas virtudes, nossos atos, são cores que adornam. Somos os sinos do natal quando chamamos, congregamos e procuramos unir. Somos luzes do natal quando simplificamos e damos soluções. Somos presépios do natal quando nos tornamos pobres para enriquecer a todos. Somos os anjos do natal quando cantamos ao mundo o amor e a alegria. Somos os pastores de natal quando enchemos nossos corações vazios com Aquele que tudo tem. Somos estrelas do natal quando conduzimos alguém ao Senhor. Somos os Reis Magos quando damos o que temos de melhor, não importando a quem. Somos as velas do natal quando distribuímos harmonia por onde passamos. Somos Papai Noel quando criamos lindos sonhos nas mentes infantis. Somos os presentes de natal quando somos verdadeiros amigos para todos. Somos cartões de natal quando a bondade está escrita em nossas mãos. Somos as orações do natal quando nos tornamos louvor, oferenda e comunhão. Somos as ceias do natal quando saciamos de pão, de esperança, qualquer pessoa do nosso lado. Somos as festas de natal quando nos despimos do luto e vestimos a gala. Somos sim, a Noite Feliz do Natal, quando humildemente e conscientemente, mesmo sem símbolos e aparatos, sorrimos com confiança e ternura na contemplação interior de um natal perene que estabelece seu Reino em nós.

Quantos Natais?

natal_pre[1]

Quantos Natais serão necessários para obter a paz?

Quantos presentes serão necessários para trazer alegria?

Quantos abraços trocados serão precisos para acalmar?

Quantos beijos demorados precisamos para  amar?

Neste Natal, deixe-se envolver pela vontade plena de ser feliz, deixando de lado o comercial que te pede um presente caro, deixando de lado o sentimentalismo barato dos shoppings, deixando de lado essa falsa impressão de que algo mudou, e apostar definitivamente na mudança interior, como força capaz de promover a mudança que queremos no mundo.

A fome continua grande, o abandono faz fila nas ruas, o desespero toma conta de muitas mães, o medo fala aos corações dos pais, a droga ainda é o pior consolo de muita gente, a falta de esperança caminha entre as casas, passa pelas luzes que não acendem, pelas árvores que não respeitamos, pelos animais que matamos em nome da ceia, pelos parentes que não convidamos e nem perdoamos, pelo Jesus que ignoramos quando não o buscamos, quando não entendemos a sua simplicidade, quando Ele pede para amarmos ao próximo como a nós mesmos, e nós não conseguimos, pois falta-nos a compreensão do amor.

Que o Natal seja tempo de reflexão, de silêncio, de inspiração para dias melhores, de renovação da nossa capacidade de ser melhor, de respeitar cada indivíduo, cada ser, e ser Iluminado pela verdade, que se chama “felicidade”.

Ache a Sua Vaquinha

vacas-en-el-pasto-verde-1437Um mestre da sabedoria passeava por uma floresta com seu fiel discípulo quando avistou ao longe um sítio de aparência pobre e resolveu fazer uma breve visita. Durante o percurso ele falou ao aprendiz sobre a importância das visitas e as oportunidades de aprendizado que temos, também com as pessoas que mal conhecemos. Chegando ao sítio constatou a pobreza do lugar, sem calçamento, casa de madeira, os moradores, um casal e três filhos, vestidos com roupas rasgadas e sujas, então se aproximou do senhor, aparentemente o pai daquela família, e perguntou:
– “Neste lugar não há sinais de pontos de comércio e de trabalho. Como o senhor e a sua família sobrevivem aqui ?”
E o senhor calmamente respondeu:
– “Meu amigo, nós temos uma vaquinha que nos dá vários litros de leite todos os dias. Uma parte desse produto nós vendemos ou trocamos na cidade vizinha por outros gêneros de alimentos e a outra parte nós produzimos queijo e coalhada para o nosso consumo e assim vamos sobrevivendo.”
O sábio agradeceu a informação, contemplou o lugar por uns momentos, depois se despediu e foi embora. No meio do caminho, voltou ao seu fiel discípulo e ordenou:
– “Aprendiz, pegue a vaquinha, leve-a ao precipício ali na frente e empurre-a, jogue-a lá em baixo.”
O jovem arregalou os olhos espantado e questionou o mestre sobre o fato da vaquinha ser o único meio de sobrevivência daquela família, mas, como percebeu o silêncio absoluto do seu mestre, foi cumprir a ordem. Assim, empurrou a vaquinha morro abaixo e a viu morrer. Aquela cena ficou marcada na memória daquele jovem durante alguns anos e um belo dia ele resolveu largar tudo o que havia aprendido e voltar naquele mesmo lugar e contar tudo àquela família, pedir perdão e ajudá-los. Assim fez, e quando se aproximava do local avistou um sítio muito bonito, com árvores floridas, todo murado, com carro na garagem e algumas crianças brincando no jardim. Ficou triste e desesperado imaginando que aquela humilde família tivera que vender o sítio para sobreviver, apressou o passo e chegando lá, logo foi recebido por um caseiro muito simpático e perguntou sobre a família que ali morava há uns quatro anos e o caseiro respondeu:
– “Continuam morando aqui.”
Espantado ele entrou correndo na casa; e viu que era mesmo a família que visitara antes com o mestre. Elogiou o local e perguntou ao senhor (o dono da vaquinha):
– “Como o senhor melhorou este sítio e ficou bem de vida?”
E o senhor entusiasmado, respondeu:
– “Nós tínhamos uma vaquinha que caiu no precipício e morreu, daí em diante tivemos que fazer outras coisas e desenvolver habilidades que nem sabíamos que tínhamos, assim, alcançamos o sucesso que seus olhos vislumbram agora.”

Todos nós temos uma vaquinha que nos dá alguma coisa básica para sobrevivência e uma convivência com a rotina. Aproveite esse texto para descobrir e empurrar sua “vaquinha” morro abaixo.
Só uma coisa torna um sonho realmente impossível: o medo de fracassar.

Antes de Ser Mãe…

Simoneuza - Infinito Particular

fases PH

Antes de ser mãe eu fazia e comia os alimentos ainda quentes. Eu não tinha roupas manchadas. Eu tinha longas conversas ao telefone. Antes de ser mãe eu dormia o quanto eu queria e nunca me preocupava com a hora de ir para cama. Eu não me esquecia de escovar os cabelos e os dentes. Antes de ser mãe eu limpava minha casa todos os dias. Eu não tropeçava em brinquedos nem pensava em canções de ninar. Antes de ser mãe eu não me preocupava se minhas plantas eram venenosas ou não. Imunizações e vacinas eram coisas que eu não pensava. Antes de ser mãe ninguém vomitou ou fez xixi em mim, nem me beliscou sem nenhum cuidado, com dedinhos e unhas finas. Antes de ser mãe eu tinha controle sobre minha mente, meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos… Eu dormia a noite toda. Antes de ser mãe…

Ver o post original 249 mais palavras

DECLARO-ME VIVA

flores em vocêSaboreio cada momento.
Antigamente me preocupava quando os outros falavam mal de mim. Então fazia o que os outros queriam, e a minha consciência me censurava. Entretanto, apesar do meu esforço para ser bem educado, alguém sempre me difamava. Como agradeço a essas pessoas, que me ensinaram que a vida é apenas um cenário!

Desse momento em diante, atrevo-me a SER COMO SOU.
A árvore anciã me ensinou que somos todos iguais.
Sou guerreira: a minha espada é o amor, o meu escudo é o humor, o meu espaço é a coerência, o meu texto é a liberdade.

Perdoem-me, se a minha felicidade é insuportável, mas não escolhi o bom senso comum. Prefiro a imaginação dos índios, que tem embutida a inocência. É possível que tenhamos que ser apenas humanos. Sem Amor nada tem sentido, sem Amor estamos perdidos, sem Amor corremos de novo o risco de estarmos caminhando de costas para a luz. Por esta razão é muito importante que apenas o Amor inspire as nossas ações.

Anseio que descubras a mensagem por detrás das palavras; não sou uma sábia, sou apenas um ser apaixonado pela vida.
A melhor forma de despertar é deixando de questionar se nossas ações incomodam aqueles que dormem ao nosso lado.

A chegada não importa, o caminho e a meta são a mesma coisa. Não precisamos correr para algum lugar, apenas dar cada passo com plena consciência. Quando somos maiores que aquilo que fazemos, nada pode nos desequilibrar. Porém, quando permitimos que as coisas sejam maiores do que nós, o nosso desequilíbrio está garantido. É possível que sejamos apenas água fluindo; o caminho terá que ser feito por nós. Porém, não permitas que o leito escravize o rio, ou então, em vez de um caminho, terás um cárcere.

Amo a minha loucura que me vacina contra a estupidez. Amo o amor que me imuniza contra a infelicidade que prolifera, infectando almas e atrofiando corações. As pessoas estão tão acostumadas com a infelicidade, que a sensação de felicidade lhes parece estranha. As pessoas estão tão reprimidas, que a ternura espontânea as incomoda, e o amor lhes inspira desconfiança.

A vida é um cântico à beleza, um chamado à transparência.
Peço-lhes perdão, mas DECLARO-ME VIVA!

Luis Ernesto Espinoza, Chamalu

Eu sinto muito, Me perdoa, Te amo , Sou grata.

anjinha

Eu sinto muito, Me perdoa, Te amo , Sou grata.

Me declaro em paz com todas as pessoas da Terra e com quem tenho dívidas pendentes. Por esse instante e em seu tempo. Por tudo o que não me agrada da minha vida presente.

Eu sinto muito, Me perdoa, Te amo , Sou grata.

Liberto todos aqueles de quem eu creio ter prejudicado e maltratado, porque simplesmente me devolvem o que eu fiz antes, em alguma vida passada.

Eu sinto muito, Me perdoa, Te amo , Sou grata.

Ainda que me seja difícil perdoar a alguém, sou eu quem peço perdão a esse alguém agora, por este instante e em todo o tempo, e por tudo na minha vida presente.

Eu sinto muito, Me perdoa, Te amo , Sou grata.

Por este espaço sagrado, que habito diariamente e com o qual não me sinto confortável com isso.

Eu sinto muito, Me perdoa, Te amo , Sou grata.

Pelas difíceis relações das quais somente guardo lembranças ruins.

Eu sinto muito, Me perdoa, Te amo , Sou grata.

Por tudo o que não me agrada na minha vida presente, da minha vida passada, do meu trabalho e ao que está em torno de mim, Divindade limpe em mim o que está contribuindo com minha escassez.

Eu sinto muito, Me perdoa, Te amo , Sou grata.

Se meu corpo físico experimenta ansiedade, preocupações, culpa, medo, tristeza, nostalgia, dor, digo amo minhas recordações: Minha memória, Eu te amo! Estou agradecida pela oportunidade de liberá-las a vocês e a mim.

Eu sinto muito, Me perdoa, Te amo , Sou grata.

E neste instante afirmo que TE AMO, penso em minha saúde emocional e na de todos os meus seres amados…TE AMO. Para minhas necessidades e para aprender a esperar sem ansiedade, sem medo, reconheço minhas memórias aqui neste momento.

Sinto muito, Te amo.

Minha contribuição para a cura da Terra, amada Mãe Terra.

Diferença entre Casa e Lar

casaPhoto by Mehmet Deniz
 
Casa é uma construção de cimento e tijolos.
Lar é uma construção de valores e princípios.
Casa é o nosso abrigo das chuvas, do calor, do frio.
Lar é o abrigo do medo, da dor e da solidão.
Casa é o lugar onde as pessoas entram para dormir, usar o banheiro, comer, onde temos pressa para sair e retardamos a hora de voltar.
O lar é o lugar onde os membros da família anseiam por estar nele, onde refazem suas energias, alimentam-se de afeto e encontram o conforto do acolhimento.
É onde temos pressa de chegar e retardamos a hora de sair.
Numa casa criamos e alimentamos problemas.
O lar é o centro de resolução de problemas.
Numa casa moram pessoas que mal se cumprimentam e se suportam.
Num lar vivem companheiros que, mesmo na divergência, se apoiam e nas lutas se solidarizam.
Casa é local de divergências, conflitos, discórdia.
No lar as divergências, os conflitos, existindo, servirão para esclarecer e engrandecer.
Numa casa desdenha-se dos nossos valores.
No lar sonhamos juntos.
Numa casa há azedume e destrato.
Num lar sempre há lugar para a alegria.
Numa casa nascem muitas lágrimas.
Num lar plantam-se sorrisos.
A casa é um nó que oprime, sufoca.
O lar é um ninho que aconchega.
Que Deus me conceda a sabedoria que necessito
para fazer da minha casa sempre, um lar!

Qual de Nós?

news-22-12Se estivéssemos vivendo na época de Cristo, quem você acha que seria?
Herodes… que mandou matar criancinhas para impedir que o Messias vivesse?
Temos Herodes em nosso tempo: aqueles que distribuem enxadas às crianças, condenando-as a um trabalho escravo, aqueles que usam crianças no tráfico de drogas….
José… que abdicou dos seus sonhos para acompanhar à distância a trajetória do seu filho?
Maria… que aceitou uma gravidez não planejada? E se não aceitasse?
Não só aceitou como aprendeu a mudar o rumo de sua vida em função do filho…
Mãe de Jesus… Qual de nós estaria preparada para este papel?
Os Reis Magos… que acreditaram que uma estrela os conduziria por um caminho que merecia ser percorrido… que reconheceram estar diante de um Rei, mesmo estando numa estrebaria…
Temos Reis Magos hoje em dia? Pessoas que enxergam além das aparências?
Anjo Gabriel… quem seria o Anjo Gabriel? Portador de boas notícias?
E Pedro, o apóstolo?
Quem largaria sua prancheta, seu computador, como Pedro largou a sua rede de pesca para acompanhar um homem que apregoava a Verdade e a Vida?
Finalmente, quem seria o nosso Jesus? De onde viria o nosso Jesus de hoje?
Quem gosta mais do outro que de si mesmo?
Quem sabe ser “filho de Deus”, sem deixar a “fama” lhe subir à cabeça?
Quem consegue ter poder e não usá-lo?
Qual de nós aceitaria a traição de um amigo, o ódio dos inimigos, a coroa de espinhos, uma cruz de madeira, um calvário ladeira acima?
 
Estamos no Natal, comemorando fatos antigos com presentes, vinhos, pensando na roupa nova, na festa do ano novo, na dieta, nas comidas. 
Na maioria das vezes, esquecendo do próprio aniversariante: JESUS!
Esse mesmo! O “cara” que morreu por cada um de nós INDIVIDUALMENTE.
 
Que neste natal, cada um de nós sejamos ESTRELAS-GUIAS , para iluminar as noites de dezembro e colocar a humanidade na trilha que conduz à estrebaria, revivendo o verdadeiro SENTIDO DO NATAL!

Meu Caminho, Minha Oração…

caminhando1Que eu possa caminhar através dos meus pensamentos e das minhas ações, sabendo que este é apenas o meu caminho e cada um tem o seu. Que eu navegue solitária nas inquietudes das minhas frustrações e insatisfações para não contaminar os que me cercam. Que eu não crie tempestades devido a um simples problema ou devido a um problema simples. Que eu saiba que uma palavra basta para afastar uma amizade, mas que também entenda que se isso ocorrer é porque nunca houve amizade. Que os reflexos das minhas ações iluminem minha alma e animem as pessoas que me querem bem e as que não me querem também. Que a natureza seja por mim respeitada com a consciência de saber que é o único caminho para se ter futuro. Que nada atrapalhe o meu caminho, para que eu possa vencer os meus próprios obstáculos. Que o meu raio de luz não ofusque o brilho das pessoas que convivo, mas que sirva de guia para ajudar a iluminar os seus caminhos. Que a força do meu trabalho possa ser envolvente e que esse envolvimento arraste os descrentes. Que eu aprenda sempre a calar quando não é para falar e, que aprenda mais ainda a ouvir quando não devo falar. Que ao avistar um arco íris eu saiba que o seu tesouro é a sua beleza e que a minha riqueza é o meu lar. Que eu saiba que Deus existe e que Ele me guia no caminho que o meu pensamento trilha. Que eu não desaponte os amigos que encontro pelo meu caminho, para não quebrar a confiança da sua amizade. Que Deus me permita ficar vermelha por errar, mas que nunca me deixe viver amarela por não tentar. Que na curta escalada da minha vida não me permita perder tempo com longas intrigas. Que Deus esteja sempre do meu lado, e que eu tenha a consciência de Sua presença comigo em tudo que eu fizer, para que agindo certo, eu faça por merecer ser filha de Deus.

Tempo Mágico

255390_10151309541400116_696806678_n

Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. Tenho muito mais passado do que futuro. Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas. As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço. Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflamados. Inquieto me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte. Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha. Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos. Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário-geral do coral. As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos. 
MEU TEMPO TORNOU-SE ESCASSO PARA DEBATER RÓTULOS,
QUERO A ESSÊNCIA, MINHA ALMA TEM PRESSA.
Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, caminhar perto de coisas e pessoas de verdade.
O ESSENCIAL FAZ A VIDA VALER A PENA. 
E PARA MIM, BASTA O ESSENCIAL!
 
Mário de Andrade

Uma oração para os novos tempos‏

Cerejeira-em-FlorQue honremos o fato de ter nascido, e que saibamos desde cedo que não basta rezar um Pai Nosso para quitar as falhas que cometemos diariamente. Essa é uma forma preguiçosa de ser bom. O sagrado está na nossa essência, e se manifesta em nossos atos de boa fé e generosidade, frutos de uma percepção profunda do universo, e não de ocasião. Se não estamos focados no bem, nossa aclamada religiosidade perde o sentido.Que se perceba que quando estamos dançando, festejando, namorando, brindando, abraçando, sorrindo e fazendo graça, estamos homenageando a vida, e não a maculando. Que sejam muitos esses momentos de comemoração e alegria compartilhados, pois atraem a melhor das energias. Sentir-se alegre não deveria causar desconfiança, o espírito leve só enriquece o ser humano, pois é condição primordial para fazer feliz a quem nos rodeia.Que estejamos abertos, se não escancaradamente, ao menos de forma a possibilitar uma entrada de luz pelas frestas – que nunca estejamos lacrados para receber o que a vida traz. Novidade não é sinônimo de invasão, deturpação ou violência. Acreditemos que o novo é elemento de reflexão: merece ser avaliado sem preconceito ou censura prévia.Que tenhamos com a morte uma relação amistosa, já que ela não é apenas portadora de más notícias. Ela também ensina que não vale a pena se desgastar com pequenas coisas, pois no período de mais alguns anos estaremos todos com o destino sacramentado, invariavelmente. Perder tempo com picuinhas é só isso, perder tempo.Que valorizemos nossos amigos mais íntimos, as verdadeiras relações pra sempre.Que sejamos bem-humorados, porque o humor revela consciência da nossa insignificância – os que não sabem brincar, se consideram superiores, porém não conquistam o respeito alheio que tanto almejam. Ria de si mesmo, e engrandeça-se.Que o mar esteja sempre azul, que o céu seja farto de estrelas, que o vinho nunca seja proibido, que o amor seja respeitado em todas as suas formas, que nossos sentimentos não sejam em vão, que saibamos apreciar o belo, que percebamos o ridículo das ideias estanques e inflexíveis, que leiamos muitos livros, que escutemos muita música, que amemos de corpo e alma, que sejamos mais práticos do que teóricos, mais fáceis do que difíceis, mais saudáveis do que neurastênicos, e que não tenhamos tanto medo da palavra felicidade, que designa apenas o conforto de estar onde se está, de ser o que se é e de não ter medo, já que o medo infecciona a mente.Que nosso Deus, seja qual for, não nos condene, não nos exija penitências, seja um amigo para todas as horas, sem subtrair nossa inteligência, prazer e entrega às emoções que nos fazem sentir plenos.

A vida é um presente, e desfrutá-la com leveza, inteligência e tolerância é a melhor forma de agradecer – aliás, a única.

Martha Medeiros – Jornal de Santa Catarina – 27/07/2013

Meu pai com o seu jeito finito de ser deus, revela-me Deus, com seu jeito infinito de ser homem.

   

 

Existem pessoas que precisariam sobreviver além da eternidade e não deveriam obedecer a regra de que a vida é uma passagem. Poderiam ser como o sol, a lua, o mar que nunca desaparecem ou mudam de lugar.Existem pessoas que possuem a alma tão pura, tão grande e impregnada de tanta ternura que não poderiam jamais sofrer ou morrer para evitar que a vida de muitos viesse a escurecer.Existem pessoas com cheiro de orvalho e que não são simples caminhos, são grandes atalhos. Existem pessoas com um brilho extraordinário, pessoas semelhantes as primaveras, com flores coloridas e muito belas. Existem pessoas que, apesar da aparência de um cristal, possuem uma imensa força espiritual e uma garra sobrenatural. Existem pessoas que são dia porque possuem uma ousadia em se tratando de viver e nunca se parecerão com a noite que insiste em escurecer.Existem pessoas que são como um presente que nunca terminamos de desembrulhar deixando, assim, na nossa mente um toque de surpresa que jamais vai acabar. Existem pessoas infinitamente diferentes, existe nesse mundo muita gente que deveria se espelhar no tipo de pessoa que acabei de mencionar.

 

Mas… Pessoas especiais não nascem toda hora, não vivem e simplesmente vão embora, elas nos marcam de forma tão poderosa, que a vida, mesmo depois delas, ainda é saborosa. Existe na minha vida uma pessoa especial apesar do seu jeito parecer tão normal. Essa pessoa é meu depósito de carinho, é o meu herói, é o meu velhinho, é o PAI que DEUS colocou no meu caminho.

  

 

Pai, eu sei que você gostaria que houvesse um jeito de fazer-me enxergar a vida através dos seus olhos bem mais experientes, poupando-me de tropeçar pelo caminho.

Eu sei que você gostaria de ter as costas mais largas para carregar também os meus fardos, para aliviar-me de pesos. Pai, eu sei que às vezes o mundo é cruel e que viver nele pode ser uma árdua tarefa, mas sei também que você gostaria de construir um mundo onde só houvesse o melhor para mim e onde o tempo não fosse tão curto para aprendermos a vida, onde não houvesse pessoas capazes de ferir-me, onde eu pudesse apenas brincar de viver. Eu sei que você gostaria de dar-me esse presente.

Pai, eu sei da tristeza que você sente por não poder impedir que eu sofra, que eu fique doente, que abusem de mim, que os perigos me rondem e que a fé se desfaça em meu coração. Sei das cicatrizes que você carrega, provocadas por ferimentos que já me atingiram no passado. Sei das suas angústias e sobressaltos quando algo ameaça o meu tempo presente. Sei das suas vontades e ansiedades voltadas para o meu futuro.

Ah, Pai, que maravilhoso futuro você gostaria que eu vivesse! Eu sei disso, Pai. E por saber tanto, eu lhe peço, ouça-me: Se dores eu sofri, maiores elas teriam sido sem a sua presença. Se em pedras muitas vezes eu tropeço e caio, lembro-me que foi você quem me ensinou a levantar. Se olho para o futuro e sinto medo, ele se vai assim que eu recorro à fé que você plantou em mim.

 

Agradeço a Deus por ter escolhido você para orientar os meus passos. Foi com você que aprendi que quando a jornada torna-se difícil Ele nos toma nos braços.


Obrigada, Pai!

Não penses que só lembro-me de ti no dia festejado em agosto, mas durante o tempo todo.Às vezes a saudade bate grande, tiro forças não sei de onde, para suportar sua ausência.

Antes de Ser Mãe…

fases PH

Antes de ser mãe eu fazia e comia os alimentos ainda quentes. Eu não tinha roupas manchadas. Eu tinha longas conversas ao telefone. Antes de ser mãe eu dormia o quanto eu queria e nunca me preocupava com a hora de ir para cama. Eu não me esquecia de escovar os cabelos e os dentes. Antes de ser mãe eu limpava minha casa todos os dias. Eu não tropeçava em brinquedos nem pensava em canções de ninar. Antes de ser mãe eu não me preocupava se minhas plantas eram venenosas ou não. Imunizações e vacinas eram coisas que eu não pensava. Antes de ser mãe ninguém vomitou ou fez xixi em mim, nem me beliscou sem nenhum cuidado, com dedinhos e unhas finas. Antes de ser mãe eu tinha controle sobre minha mente, meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos… Eu dormia a noite toda. Antes de ser mãe eu nunca tive que segurar uma criança chorando para que os médicos pudessem fazer testes ou aplicar injeções. Eu nunca chorei olhando pequeninos olhos que choravam. Eu nunca fiquei gloriosamente feliz com uma simples risadinha. Eu nunca fiquei sentada horas e horas olhando um bebê dormindo. Antes de ser mãe eu nunca segurei uma criança só por não querer afastá-la do meu corpo. Eu nunca senti meu coração se despedaçar quando eu não pude estancar uma dor. Eu nunca imaginei que uma coisinha tão pequena pudesse mudar tanto minha vida. Eu nunca imaginei que pudesse amar alguém tanto assim. Eu não sabia que adoraria ser mãe. Antes de ser mãe eu não conhecia a sensação de ter meu corpo fora do meu próprio corpo. Eu não conhecia a felicidade de alimentar um bebê faminto. Eu não conhecia esse laço que existe entre a mãe e a criança. Eu não imaginava que algo tão pequenino pudesse fazer-me sentir tão importante. Antes de ser mãe eu nunca me levantei à noite a cada 10 minutos para me certificar de que tudo estava bem. Nunca pude imaginar o calor, a alegria, o amor, a dor e a satisfação de ser uma mãe. Eu não sabia que era capaz de ter sentimentos tão fortes ao mesmo tempo. Por tudo e, apesar de tudo, obrigada, Deus, por eu ser agora um alguém tão frágil e tão forte ao mesmo tempo.

253109_10151341539210116_1548631141_n

Obrigada MÃE, por tudo que ainda hoje fazes e representas também na minha vida!

I believe in Angels

I believe in Angels

anjosmagiagifs36

Infinito

tumblr_lfnoj4ziy31qeyk01o1_500

Imagem

Meu ciclo de mais um ano re-começa agora!

E, olhando da janela para o horizonte que parece ser o fim, mas é também o princípio, finalizo para poder (re) começar…
 
Há exatamente um ano, perdi o telhado, o chão, a crença em muitas coisas e algumas pessoas. Há um ano, recomecei, revivi e também sofri por demais. Mas, assim como as estações, a lua, os meses, assim também eu mudei, passei pelo inverno, o outono, mudei a roupagem da alma e floresci novamente para a vida! Obrigada a todos que estiveram comigo! Nada seria possível sem minha Fé, Deus, o Amor que reencontrei, os Amigos que sempre tive e os novos que conheci.
 
Nada se encaixa tão bem nessa minha nova fase,
quanto as palavras de Ana Jácomo:
O que prevalece agora é essa maneira nova de sentir a vida.
Essa perspectiva que me faz admirar, incansáveis vezes, antigas preciosidades.
Essa vontade de bendizer tantas maravilhas.
Esse sentimento de gratidão pelas coisas mais simples que existem.
Esse canal que escolho assistir com mais frequência.
Esse jeito mais amigo de ouvir meu coração.
O que prevalece agora é essa apreciação mais desperta, que me permite reinaugurar flores e céus e pessoas no meu olhar.
Essa graça que encontro, de graça, nos detalhes mais singelos.
Essa vontade de contribuir.
Esse desejo de brincar de roda.
O que prevalece agora é a confortável suposição de que, por trás de tantas e habituais nuvens, esse contentamento faz parte da nossa natureza perene.
Os problemas, os desafios, as limitações, não deixaram de existir. Deixaram apenas de ocupar o espaço todo.
 
2013 promete ser maravilhoso, pois 2012 trouxe de volta muita coisa boa e me apresentou outras tantas que eu nem conhecia.

 

Pessoas Interessantes

Pessoas com vidas interessantes não têm fricote. Elas trocam de cidade. Investem em projetos sem garantia. Interessam-se por gente que é o oposto delas. Pedem demissão sem ter outro emprego em vista. Aceitam um convite para fazer o que nunca fizeram. Estão dispostas a mudar de cor preferida, de prato predileto. Começam do zero inúmeras vezes. Não se assustam com a passagem do tempo. Sobem no palco, tosam o cabelo, fazem loucuras por amor, compram passagens só de ida. Para os rotuladores de plantão, um bando de inconsequentes. Ou artistas, o que dá no mesmo. Ter uma vida interessante não é prerrogativa de uma classe. É acessível a médicos, donas de casa, operadores de telemarketing, professoras, fiscais da Receita, ascensoristas. Gente que assimilou bem as regras do jogo (trabalhar, casar, ter filhos, morrer e ir pro céu), mas que, a exemplo de Groucho Marx, desconfia dos clubes que lhe aceitam como sócia. Qual é a relevância do que nos é perguntado numa ficha de inscrição, num cadastro para avaliar quem somos? Nome, endereço, estado civil, RG, CPF. Aprovado.  Bem-vindo ao mundo feliz. Uma vida interessante é menos burocrática, mas exige muito mais.

 Martha Medeiros, em 22 de março de 2006,
mas me cai como uma luva hoje!

Entradas Mais Antigas Anteriores

%d blogueiros gostam disto: